Posts

Base Perfect Refining, Shiseido

 

Houve um tempo  – mais especificamente até o início do ano passado – que minha palavra de ordem em termos de pele era: matificar.

Desde que me entendo por gente, sempre tentei conviver com minha pele oleosa da maneira mais harmoniosa possível (rs), usando o que estivesse ao meu alcance e que conseguisse me fazer passar um dia sem que a pele ficasse com aquele aspecto de suja, tão comum a quem tem esse tipo de pele.

Só que mudei para um lugar com clima mais seco, a idade (depois dos 25 a pele muda muito, depois dos 30, então, é quase “ladeira abaixo”) e, principalmente, fatores hormonais fizeram a textura da minha pele mudar muito e naturalmente comecei sentir mais necessidade de iluminar e usar produtos com mais emoliência, especialmente na época da seca.

Comecei meio receosa, misturando hidratantes e cremes com textura levemente iluminadora às bases que vinha usando e passei a gostar do resultado. Fui aprendendo que pele iluminada nem sempre significa pele com aparência oleosa e aos poucos fui incorporando o efeito às minhas maquiagens e percebendo que, se usada da maneira correta, uma pele levemente iluminada dá uma aparência mais leve, “menos montada”.

[Até porque efeito matte em excesso depois dos 30 pode dar à pele um efeito craquelado, linhas finas marcadas, aparência até mais envelhecida que a que você possa ter. Uma pele com aparência “viçosa” é o truque para disfarçar os sinais do tempo – seja o cronológico quanto do clima seco]

Assim, efeito matificado está começando a perder espaço entre os meus produtos, dando espaço aos que tenham textura mais leve e fina.

Nessa de “novas necessidades para a minha pele”, acabei conhecendo essa base da Shiseido e me apaixonando por ela:

Perfect Refining Foundation é uma base de efeito semi-matte, leve e fluída que se espalha perfeitamente à pele, disfarçando os poros dilatados e cicatrizes de acne, promovendo intensa hidratação e cobertura de longa duração (15 horas).

Recomendada para pele normal e mista, sua fórmula contém ingredientes que mantém o equilíbrio ideal de umidade da pele e protege contra as substâncias nocivas, que diminuem a função de barreira da pele que podem causar aspereza.

Embalagem com 30 ml

Preço: cerca de R$ 224 – ai! – (Brasil) e U$ 37 (EUA)

 

Depois de tomar susto com o preço dela, a segunda coisa que causa espanto é a aparência da embalagem, minúscula. Você não acredita que ali tem 30 ml por nada nesse mundo. Até você ver a textura que ela tem:

 

 Tom I 40 – equivale ao NC 30 da MAC

É assim, bem líquida. Espalha muito fácil e rende bastante. Um pouco mais do que coloquei nessa demonstração é suficiente para uma aplicação no rosto todo.

O efeito, como diz a descrição, é semi-matte. Quer dizer, tem um toque seco, mas não excessivamente assim. A aparência é super natural, do tipo: minha pele, mas melhor. Disfarça imperfeições, deixa a pele com uma aparência super bonita e aveludada na medida certa.

Na pele:

Preferi fazer a foto mostrando o no dorso da mão porque no rosto a aparência é bem de “não estou usando nada” e, nessa foto específica, dá para perecber como a pele ficou mais lisinha e uniforme (basta comparar com a extremidade esquerda da mão)

Outra coisa boa dessa base é que você pode ir construindo a cobertura, adicionando camadas, sem que isso deixe um aspecto muito pesado.

Agora, quem procura um efeito muito matte, não irá gostar dela. Na hora que é aplicada, a textura fica mais sequinha, mas logo que a pele a absorve, uns pontos mais iluminados já se mostram – como nariz, queixo, alto das maçãs. É a intenção da fórmula.

Resolvo isso com uma camada fininha de pó compacto, na zona T, aplicado com pincel (tenho usado o Studio Careblend, da MAC). Quem gosta de pele mais fininha pode usar uma camada de pó matificante ou pó de efeito HD. No meu caso, resolve.

Na parte de disfarce de linhas, rugas e poros é um efeito discreto, mas visível (na foto da mão se nota isso).

Outra coisa bem legal é que ela não oxida (a cor permanece a mesma durante todo o dia) e transfere muito pouco.

Virou minha base favorita atualmente. Achei que era empolgação, mas lendo resenhas, vejo que quem experimentou e gostou teve a mesma impressão que eu. Especialmente das mulheres entre 30 e 40 anos, porque é uma base que atende bem as necessidades da pele nessa faixa etária, sem ser seca ou hidratante demais.

Só recomendo comprar em sites de fora (Feelunique e Strawberry tem dela na faixa de R$ 90 – 100 e frete grátis) ou encomendar à alguém (Eviane, por exemplo), porque aqui o preço não é nada amigo – R$ 224, em média.

Vamos ver se o próximo lançamento da MAC – a Matchmaster, que chega às lojas daqui em novembro – consegue roubar da Perfect Refining o título de base perfeita…

9 Comentários

  1. maggie_floresta

    6 de julho de 2013 em 20:33

    Clau,
    Estou pesquisando sobre essa base, tenho 40. Ainda gosta dela?

    1. Clau

      6 de julho de 2013 em 22:39

      Continuo achando uma base ótima, especialmente para épocas mas frias e secas do ano.
      Bjs

  2. Gislaine

    4 de maio de 2012 em 15:21

    Vc sabe me dizer se a cor 140 que consta no site da Sacks é essa que vc usa, a I40?

    1. Clau Melo

      4 de maio de 2012 em 15:34

      Acho que a loja se confundiu na hora de lançar os tons, porque pelo que me consta, não existe base apenas 140. Todas tem a letra I, B ou O antes da numeração.
      É bom checar com a loja antes ou comprar onde a loja garanta que é o tom I40.

      Bjs

  3. Alina

    27 de outubro de 2011 em 10:11

    Os produtos da Shiseido são realmente todos maravilhosos. Eu tenho um sério problema com oleosidade da pele e, meio que por acaso, comecei a usar os produtos da Shiseido. Minha pele é outra depois deles. Eu uso os produtos de limpeza e cuidado com a pele: sabonete, tônico e hidratante da linha Pureness. Eles deixam a gente com a sensação de pele extremamente limpa e viçosa. Adoro! Vou tentar essa base pra ver como funciona =)

  4. Mariana

    26 de outubro de 2011 em 17:03

    Clau, adorei!!! E ainda estou na fase matificar da minha pele, rsrs

    Adoro o pureness, também da shiseido. Ele salva minha vida de atrasada p tudo, pois só com ele resolvo quase 50% da minha maquiagem pela manhã.

    Clau, uma coisa q queria ter perguntar é onde voce compra esse bb cream da missha no tom mais escuro q tem(se nao me engano é a cor 31 nao é?) porq eu comprei o natural beige pensando q fosse o mais escuro e ele ficou bem mais claro q a minha pele, então lembrei de um post antigo seu q voce diz q usava um tom 31. Se eu estiver errada, me corriga, por favor.

    Beijão

    1. Clau

      26 de outubro de 2011 em 17:47

      Mariana,
      Na verdade, continuo usando o 23 porque não encontrei o 31 para vender na época da reposição.
      O 31 vi no You Tube e é muito dourado. Agora eles lançaram no mercado americano o 27, que é o ideal para quem tem um tom de pele médio. Só que é mais carinho (uns 27 dolares o tubo de 50 ml + frete) e só um vendedor no ebay tem dele para vender.
      Te recomendaria esse 27.

      Bjs

      1. Mariana

        27 de outubro de 2011 em 10:39

        Clau, agradeço pela resposta. Esse vendedor que você diz é confiável, você já comprou com ele? Tens como me mandar o link?
        Beijão

        1. Clau

          27 de outubro de 2011 em 13:20

          Mariana,
          Não sei se é confiável porque nunca comprei com ele. Mas no ebay dificilmente o vendedor é trapaceiro, porque o controle deles é rigoroso.
          Link do vendedor aqui

          Bjs

Deixe sua opinião ou comentário