Posts

Já conhece o método “double shampooing”?

 

Quem mora em locais muito quente, tem cabelo fino ou raiz oleosa costuma ver seus cabelos “desabarem” no dia seguinte à lavagem (ou até mesmo horas depois!).

Há alguns anos, quando ainda fazia progressiva e afins e tinha o couro cabeludo bem mais propenso à oleosidade que hoje (ainda tenho, mas mais controlável) um cabeleireiro me deu uma dica que uso até hoje: usar shampoo transparente, para cabelos oleosos ou do tipo “detox”, apenas na raiz dos cabelos, na primeira lavagem, antes do shampoo de uso específico.

Em inglês, essa técnica chama-se double shampooing“.

E serve inclusive para quem tem cabelos crespos ou faz muito uso de produtos modeladores, porque limpa bem o couro cabeludo, abrindo as cutículas e permitindo a maior penetração dos produtos de tratamento.

Não tem mistério: na primeira lavagem, aplique o shampoo transparente de sua preferência apenas na raiz. Enxague e depois use o produto específico para o seu tipo de cabelos.

Comigo funciona muito bem, tanto que sou adepta da prática há uns 9 anos.

Meus produtos favoritos para essa primeira lavagem são:

 

Tresemmé Detox Capilar: 

Limpa bem, mas pode ser forte demais para quem não tem a raiz oleosa.

 

 

Nuxe Réve de Miel:

 

Meu favorito atualmente! Limpa, mas mantém a hidratação dos fios. O único problema é o preço (em torno de R$ 90, 300 ml).

Fico sempre de olho nas promoções da Sephora, Época, The Beauty Box, para comprá-lo mais barato. Normalmente só é encontrado em e-commerces.

Tem resenha dele aqui.

 

Shampoo Detox, Acquaflora:

 

Esse deixo para usar uma vez por mês, porque limpa bastante.

Tem esferas de vitamina E, que evitam o ressecamento excessivo, porém, acho que tem uma limpeza bem profunda para ser usado a cada lavagem.

 

Color Me Happy, Herbal Essences:

Outro da categoria “limpa sem ressecar”.

 

Pantene Brilho Extremo:

 

Conheci esse shampoo em 2009, em uma viagem aos EUA – lá ele chamava-se Ice Shine.

Amo tanto que já trouxe mais de 1 litro dele em uma viagem que fiz à Argentina (antes de ser lançado aqui). Faz tempo que não uso, mas continua morando no meu ?.

 

Tea tree, Paul Mitchell:

 

Outro do tipo “limpa bem”, ótimo para couro cabeludo oleoso. Minha versão preferida é a “Lemon Sage”, feita com tomilho limão.

 

Herbal Essences Naked:

 

Ainda não usei, mas conheço várias pessoas que usam e elogiam.

Não importa a marca e o produto, o que mais adoro nessa “técnica” é o efeito de couro cabeludo fresquinho.

Deixe sua opinião ou comentário