Posts

Atualizando: BB Cream Hanskin – Super Light Touch e Primer Velvet Touch

 

 

[Atualizado em 26/05/2011, com nova avaliação do BB Primer Velvet]

 

Mais dois testes que fiz com BB Creams, desta vez da Hanskin.

Falarei do Super Light Touch e do Primer Velvet Touch – um ganhei a amostra e outro comprei para testar, ambos com o Bob, de quem já falei algumas vezes aqui.

Estava muito curiosa para testar os BBs da marca, que conheci através de uma leitora.

 

1- Super Light Touch:

 

Este BB Cream é indicado para quem tem peles normais e secas, quer um efeito de pele hidratada, viçosa, pretende disfarçar linhas, manchas e rugas, com uma boa cobertura, mas sem muito “aspecto de base”.

Ele promete deixar a pele com aparência acetinada, clarear a pele e atenuar rugas. Tem FPS 30.

Seria o concorrente direto do Perfect Cover, da Missha.

A Hanskin sugere esse BB para quem tem pele mais morena. Realmente, ele é mais escuro que a maioria dos BBs, mas ainda assim claro para a maioria das brasileiras:

Sou NC 35 da MAC (morena média). Quem é NC 25-30 provavelmente achará esse tom o ideal para a sua pele.

 

Teste de cor na pele:

Um pouco mal espalhado para vocês terem idéia do contraste do tom do BB com o da minha pele

 

Avaliação geral:

A textura dele realmente é leve, assim como a cobertura. Apesar disso, cobre mais que o seu concorrente direto, da Missha.

Não fica muito pegajoso, a pele fica com um aspecto viçoso, hidratado, mas também não fica com aparência oleosa em excesso.

Como disse, achei mais claro que o meu tom de pele, por isso não compraria. Precisei equilibrar o tom com um pó levemente mais escuro para não dar muita diferença.

A durabilidade foi regular. Não durou como o Real Signature que testei, mas também não escorreu nem saiu. A pele precisou de um retoque leve com pó para dar uma disfarçada na oleosidade que apareceu, mas nada excessivo.

Indicaria para morenas claras, que tenham peles normais/secas. Quem mora em locais frios também irá gostar.

Preço médio: U$ 7.99 (10 ml) ou 25.99 (30 ml) + frete. No ebay.

 

2- Primer Velvet Touch:

Comprei esse na versão de 10 ml, porque a descrição me chamou a atenção.

É indicado para peles oleosas, dando um efeito matificado, controlando a oleosidade, disfarçando imperfeições e diminuindo os poros. Iguala o tom de pele, tem agentes clareadores e FPS 37.

Ele tem um tom pêssego, meio rosado:

 

Teste na pele:

Mal espalhado para vocês terem noção da cor (esquerda) e incorporado à pele (direita)

Como podem notar, fica bem mais claro que o tom da minha pele. Nas fotos, percebe-se bem o acabamento aveludado que ele tem.

 

Avaliação geral:

É diferente de todos os BB Creams que testei, porque tem este toque aveludado que nenhum outro tem (pelo menos dos que testei).

A cobertura é boa, mais alta que o Super Light Touch (resenha acima), mas ainda é necessária uma correção complementar com corretivo caso você tenha manchas, olheiras e espinhas.

Deixa a pele com uma aparência bem sequinha e uniforme.

Segura bastante a oleosidade. A pele aguenta o dia todo matificada e você precisa, no máximo, de um retoque leve na zona T, mesmo em dias mais quentes e úmidos – se usar um pó matificante para complementar, dependendo do dia, nem precisa.

A durabilidade é muito boa. Tem dias que uso na maquiagem do dia a dia (BB + pó solto) e se preciso sair à noite, só complemento com um pó mineral aplicado com Kabuki e a pele fica como se tivesse acabado de ser feita.

Em termos de efeito antiidade, achei maravilhoso. Depois de um mês (ou mais) de uso contínuo, percebi minha pele mais lisa, uniforme e as manchas de acne que tinha praticamente desapareceram.

A minha única restrição é em relação à cor, que é mais clara que o ideal para o meu tom de pele. Consegui resolver isso aplicando uma camada bem fina, espalhando bastante (“esticando” o creme, sabem?) e equilibrando com um pó levemente mais escuro que o que costumo usar.

[Tem dado certíssimo com o Pureness da Shiseido, que eu nem gostava. O meu Pureness é mais escuro que o tom da minha pele (comprei errado) e nunca vi grandes efeitos matificantes/de controle de oleosidade nele. Usando com esse BB Cream, aplicado com o pincel 187, a pele tem ficado intacta praticamente o dia todo, com uma aparência super bonita]

É o ideal para o verão e dias mais úmidos e o que pretendo adotar para essa época do ano, mesmo tendo que equilibrar a cor com um pó mais escuro.

Quem é clarinha e mais rosada  – até NW 30 – e tem pele oleosa, com certeza irá gostar bastante desse BB Cream.

E quem tem problema de acne/rosácea também irá gostar bastante dele, porque além do efeito clareador a longo prazo, o pigmento pêssego ajuda a amenizar a vermelhidão da pele, uniformizando o tom, fazendo com que precise de menos correções nestas áreas, além de ajudar a controlar a oleosidade.

 

Preço médio: U$ 8.50 (10 ml) ou U$ 24.99 (30 ml) + frete. No ebay.

 

Os BBs da Hanskin são um pouco mais caros, mas a qualidade, textura, acabamento deles é diferenciada, superior às outras marcas. Diria que a Hanskin “é a Dior dos BB Creams”.

 

 

 

 


13 Comentários

  1. Luciana Alves de Oli

    1 de junho de 2011 em 05:52

    Oiee! fiquei muito feliz com sua resenha…comprei o Perfect Cover da Missha e gostei bastante. Queria saber se vc ja usou ele e o que achou comparado a esse Primer Velvet da Hanskin. E também gostaria de saber se esse BB Cream da Hanskin tem no Paraguai para comprar ou outro lugar senão o E-bay.

    Muito Obrigada!

    Luciana

    1. Clau

      1 de junho de 2011 em 09:51

      Eu usei o perfect cover, fiz até resenha mas acabei de descobrir que o que vinha usando era falsificado.

      Pedi um novo e é totalmente diferente do anterior.

      Então agora não tenho como compará-los, só daqui a umas 2 semanas. Vou refazer a resenha e um post sobre a falsificação.

      De pronto, já adianto que o Velvet cobre mais, é mais claro e o efeito matificante é mais visível.

      Eu n sei dizer se você encontra BB Cream no Paraguai. Como é um produto coreano, é difícil encontrar.

      Fora o ebay, recomendo a Milena, do Sugoi Art, q aceita encomendas de BB

      Bjs

  2. Marisa

    26 de maio de 2011 em 22:23

    Sigo bastante suas dicas!! Comprei o seu Real Signature da Missha, mas só dei uma testada. Ainda não usei. Achei um pouco escuro pra mim, mas dá pra espalhar bem!

    Estou gostando bastante do BB Magic Cream da Etude House. Eu sinto que a minha pele fica melhor quando uso. A cor é perfeita pra mim e fica super natural.

    Junto com o Real Signature comprei também o BB Cream Vita da Missha, mas esse nem testei ainda. Foi meu segundo pedido com o Bob…

    Você tem usado esse Primer Velvet Touch antes do outro BB Cream? E o que você acha bom pra pele com com acne é o Primer ou os dois?

    Beijos!!

    1. Clau

      27 de maio de 2011 em 06:54

      Marisa,

      Por enquanto estou usando apenas o Velvet. Ele não é um primer como o nome sugere, mas um BB normal mesmo. Acho que quem tem acne vai gostar porque dá uma disfarçada e com o tempo, ameniza a vermelhidão dos pontos com acne, além de deixar a pele com aparência bem sequinha.

      Uma aluna de automaquiagem que tem acne experimentou e gostou.

      Quando meu Real Signature chegar (o Bob enviou por engano para a casa da Renata), irei usar somente este – até porque o meu Velvet acabou…rs

      Bjs

  3. Sheila

    26 de maio de 2011 em 17:39

    Acho que pro meu tom de pele (NW 20, 25) esse velvet vai ficar ótimo. Ainda mais considerando q tenho pele oleosa.

  4. Mariana

    29 de abril de 2011 em 13:35

    Clau, comprei o BB cream da skin food e só estou esperando chegar, já experimentasse esse??

    beijosss

  5. Pri T Cruz

    27 de abril de 2011 em 16:24

    Oi Clau, depois de todos as suas experiências com os BB cream,qual o melhor na sua opinião? Comprei o misha após ler a sua resenha e estou adorando, nem base estou aplicando, apenas um pó mineralize skinfinish natural com o kabuki F80 da sigma e tá bom demais !!!!

    Beijos.

    1. Clau

      27 de abril de 2011 em 17:51

      Pri,

      Para mim, o melhor é o Real Signature da Missha (que mostrei na semana passada). Mas ele pode parecer pesado para quem gosta de maquiagem mais natural.
      Depois dele gosto do Perfect Cover – o Missha que todo mundo usa – justamente por esse efeito natural que ele dá. Se sair um #31 dele esse ano novamente, com certeza comprarei um para testar a cor.

      Bjs

  6. maurine

    27 de abril de 2011 em 13:36

    choro muito porque não tem marca nenhuma que tenha um adequado para pele negra;Nem um transparente sequer. Continuo chorandooooooooooooooooooo!

    1. Clau

      27 de abril de 2011 em 14:09

      Maurine,
      Triste, né? Vamos torcer para que alguma marca visionária (rs) se deem conta que os BB Creams já são sucesso no mundo todo e aumente a cartela de cores.

      Bjs

  7. Lorenna

    27 de abril de 2011 em 07:55

    Oiii

    sempre to lendo os posts sobre bb cream, fiquei doida pra comprar. Comprei no Paraguai (cidade del leste) o da missha perfect cover na cor 31, e amei! Achei a cobertura dele bem boa, acho q o seu era mto claro mesmo e camada fina q vc passava nao mostrava a real do produto. Acho q sou da sua cor, então esse tom vai ficar bom em vc!

    Eu até parei de usar corretivo, pq ele cobriu até as olheiras, nem base e nem pó eu passo, e até meu marido repara no efeito pele de boneca q ele deixa!

    O meu custou 17 dolares, experimentei e peguei na hora, essa é a vantagem de comprar no PY (amooooooo!!!!)a loja é bem de confiança ( na verdade é uma farmacia).

    Espero ter contribuido!

    Beijos

    Lorenna

    1. Clau

      27 de abril de 2011 em 09:05

      Eu só n comprei o 31 pq nessa época ele ainda n é vendido – só lançam no meio do ano, pro verão.
      Os disponíveis no ebay estavam mt caros. Agora vou esperar ele voltar.
      Pena q n conheço quem vá ao Paraguai, senão encomendava

      Bjs

Deixe sua opinião ou comentário