Posts

Gentileza gera Gentilieza…

 

Esse é um “post desabafo”. Talvez um dos poucos (senão o único) que vocês encontrarão aqui.

Sou meio contra “post mimimi“, mas como tenho andei vendo muitas reclamações de blogueiras e leitoras de blog – e porque provavelmente devo estar na TPM rs – achei que valia abordar algumas opiniões sobre coisas que ando vivendo, vendo e lendo pela internet e redes sociais.

Afinal, o que faz um blog diferente de um site de resenhas é a opinião pessoal e a capacidade de ter este veículo para expressá-la, sem restrições.

1- Faço o blog porque gosto e não com o intuito de ganhar dinheiro.

Desde novinha, sempre gostei de produtos de beleza. Começou pelos de cabelo, depois batons e, de uns anos para cá, maquiagem e todo o resto.

Talvez por “pegar da minha mãe” o hábito de querer fazer essas coisas de beleza sozinha, não ficar na dependência de salão a vida toda. Até porque, em certos períodos da vida, não dá mesmo.

Por causa disso, sem querer, sempre fui meio referência das amigas, primas, colegas de trabalho quando queriam saber algo sobre beleza. Não sei porque acontece, acho que “veio de fábrica mesmo”. Deve ser uma espécie de “talento” que devo ter , porque sempre foi assim.

Um dia, de tanto me pedirem opiniões, dar minhas opiniões, decidi criar o blog, para que essas opiniões ficassem arquivadas em algum lugar onde mais pessoas pudessem ver.

As parcerias foram consequência. Não faço autopublicidade, não bajulo empresas (nem pessoas), não sou de fazer média.

[Deve ser por isso que não me acham a pessoa mais simpática do mundo]

Não vivo do blog, aliás, recebo muito pouco se for levar em conta tudo que invisto nele. Tenho um emprego real, que é o que me sustenta e trabalho como toda pessoa normal.

Mas também não é crime querer gerar alguma verba, nem que seja para cobrir os gastos mensais de se ter um blog no ar. Quando não acontece, tiro do meu bolso mesmo, afinal foi algo que me propus a fazer e o problema é meu (rs).

2- Grande parte das coisas que mostro aqui não são propaganda:

Pelo menos 90%. Isso é meio consequência do que disse acima.

Mas o que uma (grande) parte das leitoras de blog decidiu é que blogueira só mostra o que é patrocinado.

Não é o meu caso.

Sou contra práticas ostensivas de propaganda. Então, se está aqui no blog, foi porque eu gostei e tem a ver comigo e com o perfil que quero que o Dazzle tenha.

As lojas, vendedoras parceiras, estão aqui porque confio nos serviços e indico porque compro com elas.

Já era cliente Sépha bem antes de ter a parceria, faço minhas encomendas com a Eviane, uso os pincéis da Sigma…

Sem contar as lojas que indico porque compro mesmo e não porque é jabá (a maioria delas).

Não é porque tem um link aqui que você irá me gerar receita.

Outro dia vi em uma rede social uma menina dizendo que não clica mesmo em banner, nem insere código de ninguém para não dar dinheiro para blogueira.

Esse tipo de pensamento só acontece aqui no Brasil, onde se acha que as pessoas querem obter vantagem em tudo.

Nos EUA e Europa, a maioria das pessoas contribui com doações para blogs e sites, como uma forma de retribuir pelas boas dicas e “serviços prestados”.

Não estou pedindo doações, até porque, como disse, faço o blog porque gosto, não para ganhar dinheiro. Mas também gostaria que vocês, leitoras, entendessem que tem blog que indica quem confia, nem sempre com intuito de ganhar dinheiro ou obter vantagem.

Parcerias com marcas e lojas são válidas até para que possamos mostrar coisas novas. Dinheiro que entra através de propaganda pode ser usado para se adquirir mais coisas bacanas para mostrar aqui.

Tudo bem que tem gente que exagera, mas é só reparar que quem faz blog “no amor” não fica indicando link promocional a cada post, deixa claro que o post é pago, agradece ao parceiro pelo produto enviado. A narrativa, inserção do nome da loja, marca, acaba acontecendo de forma natural e não forçada.

Aqui no Brasil são pouquíssimas as pessoas que podem dizer que “vivem de blog”. E a maioria que diz isso tem excelentes conexões ou foi “adotada”por alguma marca ou portal.

Já que o Brasil tem evoluído tão rápido ultimamente, agindo e pensando da mesma forma grande parte das pessoas dos maiores países capitalistas do mundo está na hora de começar também “pensar fora da caixinha” e parar de achar que todas as blogueiras são vilãs ou estão querendo só se dar bem às custas de quem lê.

A maioria faz por amor mesmo. E como descobrir quem faz nesse estilo? É só vê quem tem blog há mais de um ano, dois e faz blog “autoral”, não só de coisas de propaganda, promoção ou sorteio.

3- Dou minha opinião real sobre o que acho do produto. E ela é uma mera opinião, não a verdade absoluta sobre aquilo.

Marcas mandam coisas para testar? Mandam.

Publico todas? Nem sempre.

Só faço parcerias com quem deixa expressar minha opinião real sobre o produto. Não faço posts pré-formatados por dinheiro. Minha opinião vale muito (pelo menos para mim), mas não pode ser comprada.

Para minha sorte, grande parte das coisas que ganho são boas. Quando não são, digo.

Quando é algo que uma empresa me manda, antes de publicar o post, envio um email para avisar que tal produto não surtiu bom resultado e efeito e que irei publicar a resenha com a minha real opinião – até porque as opiniões negativas podem contribuir para a melhoria dos produtos.

Se a empresa não gostar por dar minha opinião negativa, não publico. Porque se só quer ser elogiada, é sinal que se acha a marca poderosa. Aí “pego nojinho” e não publico de birra mesmo. Detesto gente e marca que se acha..

Não falo de tal marca só porque é hype ou porque tem banner no blog. Se digo que os pincéis da Sigma são bons é porque acho bons mesmo e não para vender.

Toda marca tem produtos bons e ruins – até MAC, Dior, Lancome…

O que fica aqui é a minha opinião. E não a verdade universal. O espaço dos comentários existe para que vocês digam a de vocês. E é a unanimidade ou o contraste entre a minha opinião e a de vocês que faz do blog uma coisa legal.

4- Aqui não ensino nada, mostro o jeito que faço ou me ensinaram…

…O que conheci, vi, o que gosto e repasso à vocês. Cada pessoa (isso vale até as meninas da automaquiagem) que vem aqui ve o que passo e aproveita da maneira mais adequada.

Encaro o que faço aqui como uma “troca” – é isso é o mais legal da vida: trocar experiências e através delas descobrir que algo corriqueiro que faz e você mostra, pode ser dificílimo para outra pessoa e depois que ela te viu fazendo resolve a vida dela de certa maneira.

E o contrário também acontece.

Isso é mais bacana que qualquer propaganda ou produto grátis que possa ganhar tendo o blog.

5- Prefiro qualidade à quantidade…

…Embora tenha muitas coisas.

Tudo começou quando entrei em uma loja de cosméticos no Rio e me apresentaram produtos de marcas boas (e caras). Quando percebi que você poderia obter um efeito bem melhor com este tipo de produto, vi que valia o investimento.

Para ajudar, por alguns anos tive acesso facil aos free shops de fronteira, existe o ebay e amigas que viajam sempre e me trazem os tais produtos de qualidade a preço bons.

[Digam se no meu lugar vocês também não fariam o mesmo?]

Não menosprezo marcas baratas – taí a Vult, linha Intense do Boticário, que não me deixam mentir. Mas assim como nem tudo que reluz é ouro, não é só porque a coisa é baratinha vale ter 30 daquilo.

Tenho muitas coisas, sim. A maioria delas tenho há anos, não apareceram na minha casa de uma hora para outra (rs).

Penso o seguinte: todo mundo tem mania de alguma coisa, não tem? A minha é com produtos de beleza e maquiagem.

Compro a maioria das coisas que tenho. Não ganho coisas da MAC, pincéis da Sigma, como muitas pensam. Compro como qualquer cliente e ainda parcelo as compras, como qualquer pessoa…

Passei da fase louca que querer acumular produtos de querer ter pelo menos um produto de cada coleção MAC.

Estou numa fase de  terminar com produtos antigos, comprar coisas para reposição, ou que seja realmente diferentes daquilo que tenho. E coisas que tenham a ver com meu estilo de vida, com o que faço. Para que vou ter uma sombra que brilha no escuro se não vou à night?

(E porque acho feio)

Muita gente pode achar o cúmulo do sem graça a minha cartela de cores. Mas é assim que sou e assim que o blog de certa forma será.

 

6- Falo muito. E sou prolixa.

Vocês que acompanham o blog acreditam que eu era uma criança super quietinha e calada? Pois é.

Só sei que teve uma idade na minha vida que parece que tomei a pílula do Doutor Caramujo e virei essa tagarela que vocês conhecem hoje.

E tenho um defeito que deve ser consequência da minha profissão (professora): sou prolixa. Gosto de tudo explicadinho e acabo fazendo isso quando vou falar sobre algo. Juro que estou trabalhando nisso, mas acho que deve ser algo genético (haha), porque me lembro que meu pai era meio assim também.

Portanto, leitora, sem querer ser grosseira, se você me acha uma tagarela chata, procure um blog que a faça feliz e seja mais a sua cara.

Não leio blogs que não tenham a ver comigo ou que não goste da blogueira. O grande barato da internet é poder escolher o que te interessa nesse mar de informações.

Sofrer para que?

 

7- Não posso te emprestar meu cartão de crédito, nem comprar para você no ebay…

Sinto muito para quem faz isso, mas é muito deselegante (para não dizer feio mesmo) você abordar uma pessoa que nem conhece pessoalmente pedindo para que a mesma compre algo que viu num site internacional ou no ebay.

Nem se for para por lucro sobre o valor do produto.

Aliás, isso é feio de se fazer em qualquer situação, a menos que se tenha uma intimidade enorme com a pessoa ou que a mesma ofereça. Mesmo assim, em certas situações ainda deve-se dizer: “Não, obrigada

Da mesma forma, se a blogueira diz que vai viajar, isso não quer dizer que aceitará encomendas. Quando aceita, ela avisa.

Não é nem por desconfiança das pessoas, mas porque fazer este tipo de coisa gera um desconforto, uma espécie de “coação” que, como você vai sair dessa sem parecer grosseira?

Se você não tem cartão internacional (atualmente é bem mais fácil de se conseguir um), existem outras opções, como as pessoas que trazem encomendas e se dispõem a isso.

Ah mas ela colocam lucro em cima do produto“. Mas é o ônus que se paga mesmo. Sem contar que vocês não tem idéia do que é o trabalho de aceitar encomendas, o quanto é desgastante. Já fiz isso, até meio por diversão, mas hoje só faria novamente em caso de necessidade extrema, porque haja paciência e disposição para essa tarefa…

8- Você pode – e deve – dar sua opinião, me avisar se cometi algum erro. Mas seja educada, por favor.

Tem leitoras que acham porque leem um blog podem expressar suas opiniões da maneira que bem entendem, mesmo sendo grosseiras. Isso também acontece muito no You Tube.

[“Estou lendo, estou dando ibope para ela, tem mais que ouvir minha opinião, qualquer que seja” devem pensar essas pessoas]

Acho você um saco, seus vídeos um saco, você fala demais.”

Você tem muitas coisas, não quer fazer uma doação não?

Já que você ganha muitas coisas da MAC, poderia fazer um sorteio, né?

São apenas alguns exemplos de coisas que já me disseram, aqui no blog e no You Tube.  Também já reclamam da minha voz, do meu jeito de falar, até na pronúncia que uso para mencionar certos produtos e marcas já implicaram e corrigiram.

Aproveitando o assunto:

MAC, no Brasil, pode se falar “méc” ou “mac”. No Canadá, terra natal da marca, usa-se as duas pronúncias. É uma sigla (Makeup Art Cosmetics) e não um nome próprio, como Mc Donald’s.

Eu falo “mac” porque acho mais fácil, já que estou no Brasil. Nos EUA usei “méc” porque lá todo mundo diz assim…

A mesma coisa acontece com a Sephora, que fala-se “Seforrá”na França, “Séfora” em Portugal e “Sefóra” nos EUA.

Adote a pronúncia que gostar mais e seja feliz 😀

Outras marcas, “americanizo” mais ao falar, mas porque sou professora de inglês e acabo falando com sotaque, sai naturalmente, não é para parecer besta…

Não sou contra críticas construtivas, desde que elas acrescentem, para que você melhore e evolua no seu trabalho ou como pessoa.

Criticar só pelo prazer de “gongar” é meio cruel, não é não?!

Isso também vale marcas e empresas que também são meio revoltadinhas quando você não dá a opinião do jeito que esperam, que não falam daquilo como gostariam que fosse falado.

Ah, exigir posts, frequência de postagens é outra coisa que acho o fim. A gente escreve porque gosta. Tenho emprego, casa, marido, um mundo todo aqui fora que existia antes mesmo da internet – e um mundo bem legal, diga-se de passagem.

Faço post quando acho que aquilo é legal de mostrar. Quando não dá, não escrevo. Ou porque às vezes rola um “bloqueio” (acontece)

Quem tem blog não é funcionária de ninguém, a não ser de si mesma. O dia que não der, paro de fazer  e deixo o que mostrei até então à disposição para que outras pessoas possam aproveitar.

Meu marido usa uma frase muito boa: “Se você não tem nada de bom para acrescentar, melhor ficar quieto” (isto se aplica ao parágrafo acima e ao abaixo)

Você gostaria de perguntar ao seu namorado (namorada, marido, companheiro, etc): “Fico gorda com essa roupa?” e a pessoa te respondesse: “Tá parecendo gorda, sim”, assim , desse jeito?

Não é porque você tem o direito de expor sua opinião, que precisa dizer o que lhe vem à cabeça da maneira que bem entende. E não é porque está na internet e “ninguém lhe vê”, que pode ser grosseira.

Você seria/é assim na vida real? Porque se você é grosseira na internet e mega educada na vida real, isso diz muito sobre o seu caráter. Aí acho que seria bom repensar suas atitudes.

Muita gente acha que porque fala a verdade, do jeito que quer, está sendo super autêntica, honesta, que isso denota sinceridade e faz dela uma pessoa melhor e mais confiável. Acho um pensamento totalmente equivocado.

Existem maneiras e maneiras de se dizer algo a alguém, mesmo que uma crítica, sem soar ofensivo ou depreciativo. Isso chama-se bons modos, boa educação.

Não é porque na internet as pessoas “não podem nos ver” que podemos torná-la terra de ninguém.

Um mundo com pessoas educadas – em todos os sentidos – com certeza será um mundo menos hostil.

 

Obrigada a quem aguentou ler até aqui.

Desculpem também caso tenha soado prepotente em alguns trechos. Minha intenção foi desabafar e até fazer com que vocês pudessem me conhecer um pouco mais.

[Sou meio invocada mesmo…rs]

 

E já que o momento é de sessão desabafo, mais que nunca, usem o espaço dos comentários para dizer o que te irrita no mundo dos blogs e da internet – ou na TV, na novela, no BBB

 

 Política de conteúdo e divulgação: 
Os produtos e serviços resenhados e mostrados no DZLBLOG pertencem à autora ou são cedidos pelas empresas ou estabelecimentos em cartáter de cortesia e/ou divulgação. 
As considerações feitas sobre os produtos e serviços testados/mostrados refletem as reais opiniões da editora.
Em caso de publicidade, os referidos posts levarão as "tags" #ad ou publieditorial.

58 Comentários

  1. Rose

    14 de fevereiro de 2012 em 14:25

    Sabe o que acho o cúmulo? Você ter que escrever essas coisas, como pode as pessoas não tem o mínimo de "semancol" , gente se não gosta do que está vendo, não veja mais, se não tem nada de bom pra dizer fique quieta, pra que despejar grosseria e amargura pra cima dos outros. Costumo dizer que isso é falta de um bom tanque de roupa pra lavar, porque quem tem o que fazer não fica incomodando os outros, vejo o blog pra me distrair, conhecer coisas novas, mas parece que tem gente que fica patrulhando pra apontar o dedo, pedir ô gente chata.

  2. Ju Laur

    11 de fevereiro de 2012 em 23:37

    Muito bom Clau!!

    Eu parei de fazer videos por falta de educacao das pessoas mesmo…

    Para ser bem sincera, comigo ate que as pessoas foram tranquilas, mas vejo o que rola por ai e me revolta sabe??? Perdi a vontade vendo tudo isso… Sei o quanto e desgastante, o quanto tiramos tempo da nossa vida pessoal para passar um pouco de informacao para as pessoas e somos desrespeitadas… Ah nao da!!!

    Beijao

    1. Clau

      12 de fevereiro de 2012 em 07:19

      O pior que os sem educação acabam prejudicando os educados e quem realmente está interessado em ver aquilo.
      Infelizmente, como já disse, não dedico mais meu tempo ao público do You Tube. Coloco os vídeos lá porque sei que tem leitoras que não conseguem visualizar pelo Vimeo.

      Bjs

  3. Rani

    9 de fevereiro de 2012 em 18:38

    Oi Clau! Li todo o seu relato e concordo com você, infelizmente existem muitas pessoas que não tem educação e acabam tentando ferir de qualquer maneira pessoas que tem blogs consolidados como o seu. Eu comento muito pouco aqui, mas leio todos os posts pelo feeds. Não ligue para opiniões desconstrutivas. Saiba que tem leitoras que são super fieis e sua opinião importa muito para mim. Parabéns pelo blog.

  4. Sheila

    6 de fevereiro de 2012 em 12:53

    Perfeito! Acho que vc botou pra fora o que muita blogueira gostaria e nao consegui expressar. Bjo

  5. Mi.

    31 de janeiro de 2012 em 14:42

    Amiga, 'haters gonna hate'. Sempre.

    Fico boba com as coisas que leio em alguns blogs. As pessoas não tem medida do que falar e de como falar.

    Geralmente, tão corajosas na frente de um computador e losers na vida real.

    Não permita que estes te contaminem e sempre se alimente do amor da maioria.

    Beijo grande.

  6. Cinthya Sobral

    28 de janeiro de 2012 em 15:05

    Clau, post fantástico! E muito elegante! Não mudaria uma vírgula sequer.

    Bjo

  7. Rejane Felipe da Cos

    28 de janeiro de 2012 em 10:09

    Gente! Fico boba com essas coisas.
    Começamos uma coisa por prazer, por passa tempo, p ajudar pessoas que tenham dúvidas, pra juntar experiência e aprender junto e derrepente as pessoas começam a te cobrar e pior te "esculhambar" como se vc estivesse sendo paga peraí, MUITO BEM PAGA por eles para fazer isso! Gentem para tudo! Não gosta não le! DAH! Poxa, nosso tempo é muito corrido, pra ficar gastando com coisas desnecessárias! Escolham outro blog tem de doce e de sal!
    Ninguem é igual a ninguem, tem gosto p tudo. Eu como maquiadora profissional tenho que aprender e a fazer de tudo mesmo não gostando. NINGUEM É OBRIGADO A GOSTAR DE NADA + É OBRIGADO A RESPEITAR isso é um tipo de coisa que aprendemos de berço porém alguns já esqueceram.
    Bjs
    Re

    1. Clau

      28 de janeiro de 2012 em 12:01

      Concordo plenamente, Rejane!
      Poderia dizer que as pessoas hoje em dia estão muito "mimadas". Só querem aquilo que se encaixe dentro daquilo que elas esperam e consideram como certo. Ninguém quer começar a trabalhar vindo "de baixo", nem ralando. Querem tudo de mão beijada e do jeito que preferem. Quase ninguém tem mais comprometimento com nada. É por isso que o mercado de trabalho está uma vergonha, com profissionais mal qualificados em todas as áreas.
      Fico muito preocupada do que será a geração dos filhos destas pessoas.
      Tenho uma amiga que acha que a coisa vai virar uma bagunça tão grande, que geração dos nossos filhos e netos será quase tão careta quanto a dos nossos avós. Tomara, viu?

      Bjs

  8. simone

    28 de janeiro de 2012 em 09:15

    Clau, vc faz este blog para suas leitoras, não se importe com críticas de quem não é tua leitora, pq no fundo quem critica está justamente falando de si próprio e dos próprios defeitos e sente necessidade de atacar os outros. Adoro seus vídeos justamente por vc falar tão bem explicado dos produtos, já comprei várias coisas graças às suas indicações e nunca me arrependi. Foque no que vc gosta e nas pessoas que gostam do seu trabalho. Bjs.

    1. Clau

      28 de janeiro de 2012 em 11:49

      Simone,
      Como respondi à outra leitora, diz esse post nem tanto só por mim, mas também por várias outras blogueiras que conheço e reclamam exatamente das mesmas coisas…
      Eu acho que o mundo está cheio de informação e o mais legal disso é encontrar alguém para aprender que tenha o seu estilo.

      Bjs e obrigada

  9. Marisa

    28 de janeiro de 2012 em 09:09

    Oi Clau!

    Puxa, como as pessoas não tem o que fazer, né?
    Nossa, eu entro no seu blog porque gosto das suas dicas e opiniões, gosto do jeito que você fala e escreve!! Do contrário, não teria motivos pra vir aqui… Imagino que esse povo desocupado que gosta de criticar atacando as pessoas, morre de inveja desse tipo de sucesso!!
    Vivo fazendo mil compras por aí e uso os códigos dos blogs que leio! Acho muito justo!!
    E acho ótimo quando te mandam algum produto para testar porque a sua opinião é importante pra mim!! Várias vezes vi algo que a Sepha te mandou e que por acaso eu tinha, mas andava meio esquecido ou desvalorizado e depois da sua resenha, acabei usando de novo e gostando! Já até fiz compras lá com o seu código!!
    Pena que a MAC não te manda os produtos! Eu acabei comprando outras Big Bounces por sua causa e gostei bastante!!

    Beijos e muito sucesso!!!

    1. Clau

      28 de janeiro de 2012 em 11:48

      Marisa,
      A MAC não me envia produtos, mas o pessoal da loja daqui me deixa testar e fotografar os produtos que quiser. Quando quiser saber de algo específico, me avise que tento ver por aqui.

      Bjs e obrigada

  10. Ana Paula

    27 de janeiro de 2012 em 22:58

    Concordo plenamente com tudo que disse. Agora a nova moda da internet é criticar as blogueiras. Não sei pra quê. Se percebo que há pessoas q mentem ou que mantém um blog só pra ganhar vantagem ou presentes, simplesmente paro de segui-lo. As pessoas se escondem no mundo virtual pelo simples prazer de criticar por criticar. Infelizmente, a falta de respeito é muito grande.

    Blog baseado só em interesse não dura ninguém precisa se preocupar c eles. Tá na cara quem faz as coisas c responsabilidade. Acompanho vc há tempos, desde antes do blog e sei que vc é uma pessoa séria.

  11. Maggie

    27 de janeiro de 2012 em 19:27

    Clau, sério. Você tem bom senso e bom gosto tah. Nem precisa ligar para comentários bobos.

    1. Clau

      28 de janeiro de 2012 em 11:43

      É o 320, sim Maggie! Obrigada pela observação, já corrigi.
      Ainda quero comprar o 417 dele, mas acabo sempre esquecendo de encomendá-lo…
      A fórmula dele é "perfeita ever mesmo"…

      Bjs

    2. Clau

      28 de janeiro de 2012 em 11:45

      Não fiz esse post nem tanto só por mim, mas também por várias outras blogueiras que conheço e reclamam exatamente das mesmas coisas…

      Bjs e obrigada

  12. Daniela Ferrari Gran

    27 de janeiro de 2012 em 16:46

    Clau, li seu post todiiiiinho (hihihihihi!), e olha, muita coisa q vc disse eu tenho intalada na garganta, então super me identifiquei com o q vc escreveu. Tem muita gente mais preocupada em criticar, em achar defeitos nos q os outros fazem, e não se tocam q gostar de julgar os outros é um baita defeitão… Ahhhh, e aproveito meu comentário pra dizer q adoro o blog, e justamente por ser do jeitinho q é, q é um dos poucos lugares onde leio opiniões em q confio. :o) Eu só tenho o q agradecer a vcs por dividirem com a gente o q sabem, mostrarem as coisinhas q vcs têm, e contarem pra gente o q é bom e o q não é. :o)
    Bjins!
    Dani

  13. Fabí

    27 de janeiro de 2012 em 14:13

    Eu gosto do jeito que vc fala, eu gosto do jeito que vc escreve…
    eu gosto de vc e do Dazzleblog! beijo

  14. Mei Granghelli

    27 de janeiro de 2012 em 13:01

    ^^ com certeza =D

  15. Andrea

    27 de janeiro de 2012 em 12:41

    Concordo com tudo que você disse Clau.
    Agora a do cartão de credito emprestado foi terrivel…
    Até que ponto as pessoas chegam né,se não dá pra comprar no cartão de credito,compra através de boleto,de deposito.Até a sigma aceita deposito bancario,isso é muito feio mesmo.
    Mas olha,continua fazendo seu trabalho,porque ele é brilhante e tem ajudado muito não só a mim,mas a muitas e muitas pessoas,você já me deu dicas que eu agradeço até hoje.
    Bjs

  16. Kárin Cardoso

    27 de janeiro de 2012 em 11:27

    Li o post até o final e também assino embaixo.
    Não sou blogueira (embora esteja pensando seriamente em começar um blog); tenho uma quantidade enorme de maquiagem e muita gente me condena por isso. Mas é como você disse… maquiagem pra mim é algo que fica entre o hobbie e a terapia; amo comprar, usar e aprender mais sobre, e ninguém pode te culpar por isso. Assim como tem quem prefira gastar o dinheiro colecinando DVDs, bonecos ou o que for.

  17. Quésede

    27 de janeiro de 2012 em 07:21

    Amiga, assino embaixo e ainda pego a assinatura da Dilminha!!! rsrsrsrs…

    Mas não esquenta Clau. Estaremos sempre com vc pq este blog realmente é de QUALIDADE.

    Eu acompanho vários blogs pelo Blogger e por lá é super rápido ler somente os posts verdadeiros. E agente sabe quando o post é patrocinado ou não.

    Mas infelizmente, no capitalismo, a maioria das pessoas só pensa em dinheiro, e vendem a própria alma ou a mãe prá ter o que querem.

    Continue assim Clau. Vc não tem nada a perder. Se a marca não presta, eu faria o mesmo. Mandaria um e-mail e perguntaria como a empresa tem a coragem de mandar uma porcaria prá minha residência.

    O Blog é seu, portanto, é vc quem manda nele e pronto. Agente não deixaria ninguém mandar na nossa casa não é? Agente não deixaria qualquer estranho adentrar ao nosso lar, não é? Por isso penso que blog é como a residência virtual de qualquer blogueira e vc Clau, é uma das poucas, que se conta com os dedos da mão esquerda, que sabe manter a casa (blog) em ordem.

    Bjokas Clau e vida longa ao Dazzle!!!

  18. Tatiana

    26 de janeiro de 2012 em 22:05

    Oi Clau! Adorei o texto.
    A internet anda meio de pernas pro ar… É tanta grosseria e falta de educação que assusta.
    Sempre ouvi das pessoas grossas a desculpa "é que eu sou sincera". Pra mim sinceridade não é desculpa para falta de educação. Delicadeza não machuca ninguém né? hehehe
    Enfim, parabéns pela abordagem, falou o que muita gente tem vontade de falar 🙂

    Beijos.

    1. Clau

      27 de janeiro de 2012 em 19:32

      Tati, tem algumas reclamações suas nesse post também. Sabia que você iria se identificar com ele…rs

      Bjs

  19. Mônica

    26 de janeiro de 2012 em 20:09

    Claudinha…a única coisa que posso dizer é: continue com o blog exatamente como vc o faz! Adoro suas impressões e dicas. Poucos blogs são tão interessantes quanto o seu!

    1. Clau

      27 de janeiro de 2012 em 16:36

      Obrigada, Monica!
      Não mudarei em nada a maneira que faço o blog, porque senão vai deixar de ter a minha identidade.
      Por isso que não fico paranóica com nº de visitas, quantidade de parceiros. A proporção quer Dazzleblog tem agora torna mais tranquilo manter o controle e o blog como eu quero.

      Bjs

  20. Amanda

    26 de janeiro de 2012 em 17:58

    Uma vez uma empresa se ofereceu para mandar um produto pra que eu divulgasse no blog, mas antes queria que eu mandasse o texto que seria publicado.
    Achei um absurdo. Como vou falar de algo que ainda não conheço.
    Eles insistiram tanto, que dispensei a parceria.

    Pode isso?
    BJoks

  21. Mei Granghelli

    26 de janeiro de 2012 em 16:37

    Putz… povo pedindo doação de MAC até? mto LOL isso

    comentários meus: adooooooooooooooooro seu blog, adoro suas explicações, acho muito legal vc expor sua opinião sobre um produto e adoro tbm o fato de não ter 55897578901504 jabás no site (pq, né ¬¬ quero ler opiniões tbm)

    e mais que isso! adoro o fato de vc ser tagarela ahahahahahaah

    1. Clau

      26 de janeiro de 2012 em 16:52

      Obrigada, Mei!

      As doações que tenho geralmente vão para a minha mãe. Afinal, ela que deu o pontapé inicial nisso de eu gostar de produtos de beleza, nada mais justo, não é?

  22. Lis

    26 de janeiro de 2012 em 16:35

    muita gente, em muitos blogs cobra que seus blogueiros postem mais, e a resposta geralmente é hostil. não que as pessoas estejam certas, longe disso. mas existem muitas maneiras de dizer a mesma coisa e o jeito como você está lidando com isso é o que eu sempre espero ver: explicar que não tem ninguém te pagando pra escrever, e portanto, você o faz quando bem entender. se quiser passar 6 meses fora, sem dar notícias e depois voltar, o problema é seu, você tem esse direito e quem quiser que vá embora. boa iniciativa tentar explicar isso sem ser indelicada. seu blog ganhou muitos pontos comigo – não que isso importe, mas anyway… parabéns. 🙂

    1. Clau

      26 de janeiro de 2012 em 16:52

      Ah Lis, importa sim!
      Obrigada

  23. Maggie

    26 de janeiro de 2012 em 16:33

    Clau sua chorona!

    Eu tenho um montico de coisas, uso todos os dias, gosto de compartihar informação, mas, a coragem de meter a cara na janela como vc, nevinha da Silva.

    Deve-se ter um saco nas meias para aguentar aporrinhação gratuita, TENS TODA A RAZÃO.

    Acompanho o blog quietinha, compartilho parte dos teus gostos, não aprecio os vídeos com mais de 15' e peço que se puderes melhores os closes de olhos e luz para ver melhor as cores que usas.

    Obrigada por compartilhar as informações boas. São sempre bem vindas.

    É TPM Clau, passa, mas, valeu o desabafo. Contudo, acredite-me vc não precisa dele tanto assim…o que escreves é muito superior a maioria.

    1. Clau

      26 de janeiro de 2012 em 16:51

      Adorei o "Sua Chorona"! Tá vendo como tem jeito de se brincar sem ofender?
      Obrigada pelas dicas dos closes dos olhos. Apanhei muito da câmera quando fiz meus vídeos de tutorial (que são até meio antiguinhos, por isso de certa forma inexperientes), mas estou procurando melhorar a qualidade da fotografia, iluminação…
      Só falta descobrir como tirar os gritos das crianças que sempre saem no fundo…rs

      Bjs

  24. Nelma

    26 de janeiro de 2012 em 13:34

    Acho que os anunciantes também colaboram pra essa onda de não confiar na opinião das blogueiras e uma que não gosto do jeito que se promove é a Sigma. Não tem um só blog que não faça alguma resenha quando sai um produto novo. É ter algum lançamento e pronto, pode esperar uma enxurrada de resenhas na mesma semana sobre o mesmo produto. Aí fica complicado separar quem está usando pq compra e gosta daquelas que elogiam só pq ganharam. Na dúvida, desconsidero as opiniões e já até peguei birra da marca.

    1. Clau

      26 de janeiro de 2012 em 14:08

      Nelma,
      Isso não acontece só com a Sigma, mas com a maioria das marcas, que estão muito gananciosas (a meu ver) e massificam os kits promocionais. Tem marca que exige até prazo de postagem da resenha e isso é que acaba gerando 100 posts na mesma semana sobre o mesmo assunto.
      A Impala foi uma das que fez isso e se arrependeu amargamente. Aí foi radical e agora cede kits a pouquíssimos blogs. Isso também não é bom porque a gente acaba quase não tendo onde ver as amostras de cores.

      Eu achei a pessoa que eles escolheram como referência da Sigma aqui no Brasil meio equivocada. Primeiro, porque a pessoa é brasileira mas não mora aqui. Segundo que dificilmente uma brasileira se maquia como ela "na vida real".
      Sou a favor daquilo que todo mundo possa usar.
      Mas enfim, é a minha opinião…rs

  25. Lu Mello

    26 de janeiro de 2012 em 11:37

    Vc é exceção, sem bajular q nem sou disso… O seu blog é um dos poucos que se mantém se vender. Cansei dos blogs tem um tempo. Muita afetação, muita bobagem, muito ego inflado, muito pedido de "vota em mim pra eu viajar"… Nada contra fazer jabá, ganhar dinheiro e viagens, mas o q é estranho (no minimo) é a pessoa fazer qq coisa por dinheiro. Passar ridículo, falar de coisas q jamais usaria, fazer propaganda (sem dizer q é publi) de coisas q nunca usou e falando suuuper bem… Cansei! E por isso tenho lido muito poucos blogs. Blogs q viraram outra coisa q nao é mais blog, pq blog com assessoria de imprensa e estagiaria q escreve posts, é muito pra minha cabeça. Isso é empresa, nao blog. Massss… Cada um q seja feliz vendendo oq quiser. Eu nao venderia minha alma… Cada um sabe de si… E os ridículos/micos vão se acumulando…

    1. Clau

      26 de janeiro de 2012 em 14:23

      Lu, quem me conhece do Flickr sabe como eu sou faz tempo…
      É muito difícil resistir ao "canto da sereia".
      Senti um pouco de vergonha de pedir para as pessoas votarem no blog no primeiro concurso da Sacks, mas participei para não desprezar o convite da loja, que é referência. Fiz do meu jeito e sabia q não iria ganhar.
      Mas depois também não participei mais, porque fechei a parceria com a Sépha e acho antiético.
      Tanto que só cito a Sacks quando não há outro jeito.

      Não tenho aspirações de ter um blog super acessado, porque acho que acaba perdendo o caráter pessoal e fica meio fora de controle. Acho que tenho o nº ideal de visitantes. Aqui não tem barraco, nem haters em excesso. E não é porque modero comentários, não. Nestes anos todos só apareceu hater uma vez.

      Fico feliz quando vocês percebem que faço porque gosto e tento ser ética. Sinal de que transpareço minhas idéias no que faço.
      Obrigada pelos elogios.

  26. 26 de janeiro de 2012 em 11:12

    Dale, Clau.
    De vez em quando é bom mesmo por os pontos nos is.
    Também faço meu blog por prazer, e sei que este é o seu caso.
    Se conseguiu parcerias foi por competência e merecimento.
    Como tem gente chata que implica por nada, até parece que não gostam de dinheiro. Ganhar dinheiro (pouco ou muito, não importa) honesto não é crime… ainda!
    Parabéns pela qualidade do Dazzle, sempre que posso visito e indico.
    Beijos.

  27. Aninha PE

    26 de janeiro de 2012 em 11:11

    Total apoio… não gosta, não acessa o blog e pronto. Outro dia postaram um comentário cruel no meu blog ( anonimamente claro!!!) e eu estava em meio a um furação na minha vida, qdo descobri o cancer de pele. Covarde, cruel, totalmente descabido e sem noção. Não consigo entender como uma pessoa se presta a perder tempo da vida criticando alguem q sequer conhece ou chegará a conhecer. Não tenho tempo pra isso!
    Me interesso em pronunciar corretamente as marcas tb, e não acho q isso seja errado, gosto de aprender! Canso de vir aqui atrás de resenha de algum produto q estava querendo comprar, exatamente por confiar na sua imparcialidade. É muitoa picuinha, muito disse me disse, fofoquinha q não leva ninguem a lugar nenhum. Continue Clau, pq o bem q vc faz é muito maior do q o mal q te desejam.
    Bjokas!

    1. Clau

      26 de janeiro de 2012 em 14:41

      Como as pessoas são cruéis! A gente vê (ou via) muito isso no Orkut e no Flickr. Por isso mesmo me afastei destas duas redes.
      Flickr virou uma fogueira de vaidades e "quem tem mais, quem compra mais"
      Acho muito indelicado também a pessoa que se prende em detalhes caracteristicos seus. Acha meu nariz estranho? Eu provavelmente sei que meu nariz é estranho, então não precisa falar. É o tipo de comentário/observação que não acrescenta em nada.

      Obrigada por acompanhar o blog 😀

  28. Maria Denise de Souz

    26 de janeiro de 2012 em 11:07

    Concordo com você, Clau. Educação é bom e não faz mal a ninguém.
    Se não gosta de determinado blog/opinião, não frequente esse lugar, mas ser sem "noção" de boas maneiras, para mim, é o cúmulo.
    Gosto do seu blog, porque sei que você é autêntica e emite a "sua" opinião e não porque recebeu o produto de graça.
    Consegui me ver em determinados trechos do seu relato, também sou professora e muito, mas muito tímida/calada na adolescência, mas hoje sou melhor, consigo falar/expressar com mais facilidade, só preciso falar mais.
    Beijos e tudo de bom.

  29. Karen

    26 de janeiro de 2012 em 11:06

    Algumas pessoas dizem coisas na internet q provavelmente não diriam pessoalmente. Mas não achei q vc tivesse nenhum hater O.o

    1. Clau

      26 de janeiro de 2012 em 14:48

      Por aqui só tive hater declarada uma vez.
      Mas no You Tube todo mês aparece uma "implicante" nova. Este foi um dos motivos pelo qual relutei muito para pôr meus vídeos lá.
      É só pus porque as leitoras daqui reclamavam que não conseguiam visualizar os vídeos do Vimeo.

      Até me esforcei um tempo pelo pessoal de lá, encarei como um novo público. Mas do jeito que a coisa só piora, voltei meu foco aqui para blog, que atrai gente que tenha mais a ver com o meu perfil.
      Não desmerecendo gente super boa e educada que tem por lá, mas acho que as referências no You Tube são meio equivocadas.

  30. Patricia

    26 de janeiro de 2012 em 10:17

    Clau… Uma pena que existe este tipo de coisa… Eu AMO seu blog, acho honesto e verdadeiro. Leio outros, e sei quando um blog só faz propaganda ou faz muuuuiiitaaa propaganda. E, deixo de ler… Simples.
    Acho muito justo o blog ter retorno financeiro. O que vc me dá de dicas e economia(é!!! Eu passei a usar o corretivo Boticario no lugar do YSL e amo, com sua dica. Entre outras várias coisas), não tem preço. Sempre peço para vc ter de volta tudo de bom que vc me passou e passa. O que eu aprendi com você, nossa! Que volte positivamente, muito multiplicado por melhor de bom pra vc. Em produtos novos :), em alegria, em posts educados e respeitosos. O blog e vc são do bem, q tenha seguidores idem. E, quando tiver desses como o texto, que vc continue sempre lidando tão bem como fez agora (haja paciência, eu não teria. Rsrsrs).
    Parabéns pelo seu blog que eu tanto adoro! Obrigada sempre!

  31. Fabi

    26 de janeiro de 2012 em 09:28

    Oi Clau!

    Apoio incondicional… vc está certíssima sobre tudo que falou… Não pareceu prepotente não, falou a verdade. Realmente a internet é muito democrática e ngm te obriga a ler este ou aquele blog… lê quem quer… se não gostou, "coma menos", né? Adoro seu blog, sempre leio, é a primeira vez que comento, pq não pude me segurar… vc reproduziu meus pensamentos Clau…. Parabéns!!! bjks e sucesso!!!

Deixe sua opinião ou comentário