Posts

Hábitos que mudaram depois da alta do dólar e da crise

 

Mulher-fazendo-compras

 

Os tempos de consumo mudaram. Dólar na casa dos 4 reais, tudo aumentando o tempo todo, como não víamos há um bom tempo.

Precisamos repensar hábitos para adaptar-se à esta nova fase econômica que todos estamos passando. Ano passado, havia feito um post onde enumerava as táticas que iria tentar usar para driblar o consumo excessivo. O que eram “formas de driblar” estão tornando-se hábitos.

Quais hábitos meus mudaram nestes novos tempos de economia tensa?

 

1- Compras em ebay, aliexpress e sites estrangeiros – praticamente acabaram

Só recorro se for algo que estiver realmente mais barato, sempre calculando a taxa de importação (que era exceção e agora é regra). Basicamente, só tenho usado estes sites para comprar coisas impossíveis de achar aqui ou “cacarecos” do tipo: acessórios para celular.

 

2- Produtos orientais – não repus o que está acabando

Os produtos orientais foram a minha melhor descoberta de beleza dos últimos tempos. Fazia compras na Sasa duas vezes ao ano. Ano passado (2015) acho que não fiz nenhuma compra no site. Estou usando o que ainda tinha em estoque e substituindo o que acaba por similares que encontro no mercado nacional.

Algodões orientais? Um beijo e bem-vindos de volta os nacionais da Belliz

As únicas exceções que talvez abra seja para os filtros solares de rosto e meu tônico para peles acneicas da Meishoku, que realmente não encontro nada igual por aqui.

 

3- Encomendas do exterior – praticamente não faço mais.

Antes fazia encomendas mensais em lojas do Instagram e vendedoras. Agora, somente quando o produto é muito desejado.

Parentes que viajam – a frequência das viagens diminuiu e, quando acontecem, só peço algo que realmente não vá encontrar por aqui ou que o preço seja realmente mais barato se comprado lá fora.

 

4- Visitas à Sephora, coleções da MAC – diminuí bastante as idas a estas lojas.

Lembram do tempo que cobria todas as coleções da MAC? Não foi à toa que estes posts também diminuíram. Ir à MAC é sempre uma tentação.

Agora só vou se for uma coleção que deseje muito os produtos.

A Sephora é uma tentação. Só vou lá se algum produto que uso acabou, para não cair em tentação.

 

5 – Idas a shoppings estão bem reduzidas, exatamente para não me animar e acabar comprando algo que não preciso.

Fiquei de setembro do ano passado a janeiro deste ano sem comprar roupas, sapatos e bolsas. E sobrevivi, sabiam?

Peguei muitas roupas e sapatos que não usava mais e coloquei à venda em brechó.

Como minhas saídas de fim de semana também diminuíram muito, a meta que me impus esse ano é a de não comprar mais “roupas de sair” nem sapatos de salto, já que só uso peças mais casuais atualmente.

 

6- Estou prestando mais atenção às marcas nacionais:

O mercado de beleza no Brasil evoluiu muito. Não está demorando muito para as marcas daqui logo lançarem similares do que está bombando lá fora.

Estou usando mais estas marcas e desapegando um pouco das importadas que fizeram parte da minha necessaire nos últimos anos.

 

Até mesmo na administração interna do blog fiz mudanças. O servidor gringo que antes abrigava o blog (e cobrava em dólar), perdeu sua vez para um nacional, bem mais acessível.

É claro que ainda dou minhas escorregadas. Fazer o blog também me faz estar exposta a todo tipo de coisas lindas que são lançadas diariamente.

Por exemplo, atualmente, ando a louca do batom. Meus delírios de consumo andam neste produto ultimamente.

Tenho as minhas “crises”. Mas comparando a outros anos, meu consumo tem diminuído.

 

Novos tempos, novas necessidades.

1 Comentário

  1. Miucha

    30 de março de 2016 em 18:32

    Ainda tenho dois CO e 3 Protetores Bioré. Coração sangra ao pensar que talvez não consiga bancar mais meu amor pelos japoneses…

    1. Clau

      3 de abril de 2016 em 19:58

      CO estou usando o da The Body Shop e gostando muito. Não é barato (R$ 77), mas rende muito!

  2. Ilka

    28 de março de 2016 em 17:35

    Achei ótimo o post Clau!
    O dólar e a crise realmente estão prejudicando o nosso consumo, o que, por um lado é bom, pq nos faz parar pra pensar no que realmente precisamos e nos obriga a pelo menos tentar usar melhor o que já temos.
    Estou tentando comprar menos tb, mas o problema é que meu olho tá crescido por lado de produtos mais caros, menos mac e mais desejo de tom ford e cia na minha vida rsrs. Ainda bem que a alta do dólar estão me impedindo de dar vida a esses desejos rsrs
    Como boa e ainda não curada consumista, qria saber onde vc tem feito seus desapegos, já comprei algumas coisas contigo e sempre me interesso por bons desapegos 🙂
    Obrigada e bjm

    1. Clau

      29 de março de 2016 em 09:50

      Ilka,
      Não tenho postado desapegos. Tenho que fazer uma nova seleção aqui em casa.
      Talvez crie uma lojinha no Enjoei. Quando tiver, publico aqui.

      Bjs

  3. Faby Fabiana

    21 de abril de 2016 em 15:22

    estou fazendo exatamente igual!!! 🙁 que saudade de comprar fora …

Deixe sua opinião ou comentário