Posts

O melhor dinheiro que já investi em beleza

Imagem: Getty Images

 

 

Outro dia, respondendo à uma amiga no Twitter, comentei sobre um dos melhores investimentos que tinha feito em termos de beleza e achei legal dividir com vocês aqui sobre tratamentos e outros hábitos que criei e acabaram mostrando que investi bem o dinheiro gasto neles.

1- Consultar um colorista para corrigir/acertar  a cor dos cabelos e usar uma coloração de boa qualidade:

Apesar de já ter tido luzes, usado o cabelo bem escuro, sempre gostei e me vi “melhor” com os cabelos em tom de vermelho.

Há uns cinco anos, quando morava no Rio e meio cansada da cor “meio de cenoura” que meu cabelo estava – resultado do sol e recondicionamento térmico à base de amônia, decidi investir um dinheiro em um bom profissional que corrigisse a o tom da minha coloração, colocando uma cor mais adequada para o meu tom de pele.

Apesar de caro, foi um dos dinheiros mais bem gastos da vida. Ele chegou em uma tonalidade que parece ter sido feita para mim e além de tudo, que encontro facilmente para vender, seja pela internet.

[Expliquei ao profissional que estaria me mudando do Rio cerca de um mês depois o procedimento e que queria um tom de fácil manutenção, onde quer que me mudasse. E profissional bom é assim, te entende e não se importa de dividir informações]

E usando esta coloração – já contei qual a marca e cor – ainda resolvo mais um problema. Por ter qualidade  superior à de farmácia, não tenho problemas de ressecamento, nem desbotamento excessivo (exceto quando faço progressiva).
2 – Ter ido a um cabeleireiro de um salão de porte grande q me indicou o meu corte de cabelo atual:

 

 

Poderia ter dado errado, porque nem sempre salão grande é sinal de que você terá sucesso numa mudança de corte. Mas, no meu caso, tive sorte.

Em 2008 fui a um salão de um shopping em Porto Alegre – Lyra Beauty – para fazer escova e a cabeleireira me alertou que meu cabelo estava desigual (em outras palavras, torto…rs) e me sugeriu um corte que desse mais leveza, que seria de fácil manutenção e que facilmente arrumaria em casa.

Desde então, só uso este corte com franja alongada, em camadas, repicado. O comprimento varia de acordo com o espírito da época – atualmente está mais curto.

Claro que também dei sorte de, depois de ter me mudado para cá, ter conhecido um cabeleireiro que conseguiu manter o corte (que eu acho que também não tem nenhum mistério).

Mas outra coisa que aprendi é observar os profissionais do salão que você vai. Vá uma vez para fazer a unha, aplicar a tintura, assim, como quem não quer nada e observe os cabeleireiros. Até mesmo pergunte.

Meu cabeleireiro atual quem indicou foi a minha manicure. Perguntei para ela quem era o fera do salão em repicado e ela me indicou o Nei (do You, 409 Sul). Acertou em cheio, porque ele é uma pessoa para quem eu digo: “Tira 3 dedos, corta a franja mais curta, o repicado quero daqui para baixo”. Posso virar as costas para o espelho, que quando o cabelo está pronto está exatamente como pedi.

E o corte é tão bom que em menos de 10 minutos ajeito meu cabelo em casa. Raramente faço escova em salão.

 

3- Ir a uma designer de sobrancelhas:

Sobrancelha para mim é um assunto mais tenso que quem vai cortar meu cabelo.

Isso porque quando morei no interior do RS a “fera” em sobrancelhas da cidade afinou tanto as minhas, que um dia eu mesma me espantei ao ver uma foto. E era uma coisa assim “meio pasteurizada”, ela fazia as sobrancelhas de todo mundo com o mesmo formato e espessura. Não havia santo que a convencesse do contrário. No meu caso, insistia que tinha o rosto fino e não me caia bem sobrancelha grossa demais.

Como morava em cidade pequena e não tinha outro jeito, acabei mudando para uma outra profissional, um pouco melhor, mas ainda não era o ideal. E se eu mesma fizesse, o estrago seria maior ainda.

Pois quando voltei à Brasília, decidi que iria procurar alguém que entendesse do assunto e devolvesse a forma ideal às minhas sobrancelhas. Não é barato, mas pelo menos não tenho mais “visual de mulher de vida duvidosa”.

 

4- Depilação definitiva com método “Gás laser”:

 

Ano passado decidi que iria arriscar na depilação a laser para ver como meus pelos reagiriam. Escolhi as axilas para o procedimento, animada com uma dessas promoções de clube de compras coletivas. O método oferecido era o de luz pulsada.

Depois de quatro sessões, desanimei totalmente porque não estava vendo praticamente nenhum resultado. Foi quando me falaram do método do gás laser. Resolvi fazer uma sessão para ver como seria e não tem nem comparação.

É o dobro do preço da luz pulsada, mas em compensação os resultados são visíveis na primeira sessão. Me animei tanto que já estou me programando para fazer em outras partes do corpo.

 

5-Produtos de beleza e maquiagem “high end”:


Foto: Reprodução

 

Claro que tem épocas da vida que não estamos podendo mesmo investir em produtos caros. Já tive essa fase, todas nós.

Só que depois que comprei meu primeiro produto de marca renomada, grande (os chamados “high end”) é que vi que tem diferença, sim.

Por que? Porque empresas grandes investem em melhores matérias primas, pigmentos, fórmulas avançadas. As chances de um produto assim funcionar são bem maiores – desde que adequadas ao seu tipo de pele e usadas corretamente.

Como digo no “Sobre” do blog: prefiro investir em um produto que sei que é muito bom que em cinco baratinhos, que podem ser descartáveis.

Para nossa sorte, isto está mudando. Marcas mais “populares” também começaram a investir e buscar soluções de produtos de qualidade e preço mais acessível.

Quem ganha somos nós, que temos mais opções.

 

6- Usar filtro solar no rosto todos os dias, antes dos 30:

 

 

Já fui da geração que “torrava no sol” e atualmente acompanho a turma das que tem pânico de raios solares.

Um dos melhores conselhos que me deram foi: : “Antes de investir em um antiidade, comece a usar um bom filtro solar. FPS 30, no mínimo”

Na época, decidi seguir o conselho e vi que os resultados foram visíveis já no primeiro mês. A textura da pele muda e tudo fica melhor, até a maquiagem.

Hoje isso já não é a maior novidade do mundo. E com o surgimento dos BB Creams, já conseguimos proteger e tratar a pele em um só passo. Melhor, impossível.

 

7- Recondicionamento termico de cabelos/progressiva:

Quando criança, meus cabelos eram lisos, escorridos, daqueles que nem tic-tac parava. Aos 13 anos, justamente na fase de mudanças hormonais, cortei os cabelos bem curtinhos (era moda na época) e desde então, eles nunca mais tiveram aquela textura dos tempos de criança. Para piorar são ultra sensíveis à umidade.

Desde os 15 anos, escovar os cabelos toda vez que lavo faz parte da minha vida.

Quando soube que poderia poupar o tempo dessa tarefa sem fim, sem pânico do cabelo inchar na chuva, juntei um dinheirinho (na época, o procedimento era caro) e não pensei duas vezes.

Hoje as opções são mais baratas, podendo ser feitas até em casa.

 

8- Investir em bom creme de hidratação para os cabelos:

 

 

Como vocês leram, eu pinto, aliso, escovo  e com isso não há cabelo que resista sem um bom creme de hidratação.

Não adianta nada investir em tratamento para melhorar e não fazer manutenção. Depois de poucos meses, a maravilha dos tratamentos perde o efeito e os resquícios podem ser piores que antes do procedimento ao qual a gente se submete.

Uma boa manutenção não só mantém como ajuda que o efeito daquilo tudo que faço seja mais duradouro.

Eu me encontrei com o MoroccanOil, mas hoje temos bons cremes e preço até mais acessível.

Basta encontrar o seu e ser firme no hábito.

 

9- Cirurgia de Varizes:

[Bem esse não foi bem um investimento porque o plano de saúde cobriu, mas vale a referência]

Desde nova, por tendências genéticas (DNA às vezes é uó) e pelo trabalho que me faz ficar muitas horas de pé, sempre tive, além dos incômodos vasinhos duas veias bem evidentes, que me causavam dores nas pernas e inchaço.

Médicos há anos recomendavam a cirurgia, mas medrosa que sou de anestesia, sempre adiei. Até que, no ano passado minha angiologista me explicou que existe uma opção sem cortes e de recuperação rápida e foi conversando comigo até que finalmente conseguiu me convencer de fazer o procedimento.

Digo que se soubesse que era tão tranquilo teria feito bem antes. Tirando cinco dias meio chatos de repouso (mas sem dor alguma) e as manchas roxas muito feias no primeiro mês, não morrer mais de dor se ficar o dia todo em pé, nem ver meus pés inchando pelo mínimo calor que faça, não tem preço.

Meus tornozelos até afinaram, sapatos agora saem dos pés à toa…rs

 

 

E vocês, onde consideram que melhor investiram seu dinheiro em beleza?

 

 

14 Comentários

  1. Luciana

    18 de julho de 2013 em 19:50

    Muito bom o post. Vc pode dizer onde faz a sobrancelha? estu precisando de indicação! Obrigada, Luciana

  2. Quésede

    20 de maio de 2011 em 20:59

    Sobrancelha que deixa "visual de mulher de vida duvidosa"… k k k k… adorei!!!!

    Meu melhor investimento foi em produtos antiidade que comecei aos 28…

    Hoje tenho 31 e mudou minha pele completamente já no primeiro mês… Como iniciei com toda a linha TimeWise da Mary Kay e deu super certo (para rosto e olhos) fico com medinho de testar outros produtos.

    Filtro eu já usava desde os 18. Tomo muito cuidado também com o colo e as mãos, pq eles aumentam a idade se mau cuidados!!!

    Outro indispensável investimento foi corrigir os dentes com tratamento ortodôntico.

    Adorei o post amiga… demais mesmo!!! É incrível como agente vai descobrindo coisas no mercado que mudam a vida da gente né?

    Eu passei a acreditar que prá tudo, tudo, tudo, para qualquer tipo de problema sempre haverá uma solução… nem que seja lá na China… rsrsrsrs

    Bjão!!!

  3. Laura

    19 de maio de 2011 em 06:22

    Oi Clau,

    fiz umas 3 sessões de depilação com luz pulsada e achei muito ruim.

    Isso pq a proffisional falou que no meu caso não seria necessário fazer muitas aplicações. Depois de 3 sessões de tortura não vi nenhuma diferença. Dinheiro jogado fora.

    Bjs.

    1. Clau

      20 de maio de 2011 em 10:50

      Luz pulsada é dinheiro jogado fora, na minha opinião. Só não passei mais raiva porque comprei as duas primeiras sessões por R$ 40 num site de compras coletivas e as duas demais custaram R$ 55 cada.
      Sem contar as restrições – não pode suar, não pode fazer atividade física por 48 horas…
      Faz essa da Glas, Laura. Tenho certeza que irá gostar. Até brigo com a menina que faz aplicação quando ela me diz que os pelos cresceram. Não sei que pelos são esses, que só ela vê…rs
      E o melhor: o valor das sessões é dedutível no Imposto de Renda, dão recibo e tudo.

      bjs

      Bjs

  4. Malu Botelho

    18 de maio de 2011 em 20:43

    Meus melhores investimentos foram depilacao a laser ( virilha, axila, buco e agora vou fazer meia perna e o pe) sou muito peluda e muito branca nunca me dei bem com nenhuma depilacao tradicional.

    Tomar Roacutan, nao tinha muita espinha no rosto, mas tive um surto nas costas. Ainda tenho a pele oleosa e algumas espinhas, mas melhorou muito e nas costas nao tive mais nada.

    Ter feito clareamento dental, da uma iluminada incrivel no rosto, rejuvenece muito, agora todo mundo elogia meu sorriso.

    Mas meu sonho de consumo e uma plastica nos seios.

    Bjos

  5. Dry

    18 de maio de 2011 em 16:21

    Eu também prefiro adquirir poucos produtos mais de boa qualidade. Seguindo suas dicas posso fazer uma boa avaliação dos produtos e escolher bem antes de comprar. Comprei o BBCream, MoroccanOil, Pro Longwear, produtos Vult entre outros e foram ótimas aquisições.

    1. Clau

      18 de maio de 2011 em 17:25

      Fico feliz, Dry!!
      Bjs

  6. Camila

    18 de maio de 2011 em 13:06

    Vou investir ainda. Em depilação a laser…

    Parar de tirar as cuticulas no inicio foi meio caro e chato, mas nao me arrependo, minhas unhas nao quebraram mais. E era toda semana, uma lascadinha…

    Otimo post Clau!

  7. bia

    18 de maio de 2011 em 12:21

    no meu caso foi ter colocado silicone, sem duvidas.

  8. Alessandra

    18 de maio de 2011 em 11:21

    Parabéns pelas dicas, Clau! Como sempre, precisas e certeiras. Realmente é muito melhor comprar menos, mas comprar melhor! Gostaria de saber onde você faz depilação a laser aqui em Brasília. Fiz várias sessões com o soprano e também fiquei um pouco decepcionada. E depilação a laser é coisa séria. Tem que ser feita em bons lugares, pois sempre há o risco de queimaduras, o que não é nada legal!

    Beijão!

    1. Alessandra

      18 de maio de 2011 em 11:26

      Oi, Clau! Já voltei e vi que há o link no post!

      Beijos!

    2. Clau

      18 de maio de 2011 em 11:28

      Estou fazendo na Glas, que fica no Via Brasil (não sei se é 709/909 ou 710/910 Sul). Lá o padrão é outro. Você faz uma avaliação médica antes, as meninas são super cuidadosas.
      O site deles: http://www.glas.com.br/11/

      Bjs

  9. Rani

    18 de maio de 2011 em 11:21

    Adoro suas dicas Clau. Sempre me inspiro nelas para poder melhorar o visual e assim a minha auto-estima. Acho que vou investir uns trocados no MarrocanOil. Só ouço falar coisas boas dessa linha.

Deixe sua opinião ou comentário