Posts

Resenha: Batons líquidos Pausa Para Feminices (Gaia, Regina e Poema)

 

DSCN4947

 

Mês passado, pedi três batons da linha da Bruna Tavares (Pausa Para Feminices) para Tracta Blogs.

Estava meio relutante, pois não gosto muito da textura dos batons. Depois de assistir o vídeo da própria Bruna, onde ela não só mostra os batons, como explica  o processo de fabricação deles, me decidi por três tons: Gaia, Regina e Poema.

 

Amostras (Swatches):

 

Gaia (esquerda), Regina (centro) e Poema (direita)

Para referência, sow NW30 na MAC e Bege Médio em outras marcas.

 

Gaia nos lábios

Finalmente um nude/cor de boca, que não me deixa com cara de defunta, nem fica esquisito.

 

Regina nos lábios

 

Poema nos lábios

É o batom que estou usando no vídeo de Mais Usados do mês passado (fevereiro 2016)

 

Avaliação Geral:

 

Ter assistido o vídeo foi decisivo não só para optar pelas cores, mas, principalmente, para ter segurança em adquirir o produto.

A textura é boa, nem muito espessa, nem muito rala (como os da linha regular da Tracta). No aplicador lembram a textura dos da Ricosti (parece um mousse), mas, na aplicação, mostram-se bem diferentes.  Os da Bruna são fáceis de aplicar e secam rápido. Depois de secos, não há mudança no tom – batons líquidos de algumas marcas tendem a escurecer depois que secam.

São bem sequinhos, mas não talham, nem craquelam.

[É sempre indicado usar um protetor labial ou primer para preparar os lábios antes da aplicação dos batons. Espere 1 – 2 min para secar e retire o excesso com lenço de papel antes de aplicar o batom líquido.
Uso o Prep+Prime Lip transparente (da MAC) antes de qualquer batom, especialmente antes de batons líquidos]

Pouco transferem – somente em contato com a gordura dos alimentos e mais na área interna dos lábios, que têm mais contato com a saliva.

A durabilidade é boa.  Podem ser reaplicados para retoques, por cima da aplicação anterior, sem causar muita diferença na textura. Porém, pessoalmente, prefiro retirar a primeira aplicação e reaplicar com os lábios sem batom, independente da marca.

Acho que dei sorte em ter esperado um pouco, pois me contaram que os primeiros lotes tinham a textura mais rala – detalhe que a Bruna atentou-se aos feedbacks das leitoras que compraram e levou em consideração ao pedir para formular os lotes seguintes.

Falando nisso, uma coisa a considerar é o cuidado e atenção que a Bruna teve, não só na escolha das cores, como na textura, exigência de qualidade e custo-benefício. Tenho que deixar registrado este fato, que com certeza, fez todo  diferencial no bom resultado do produto. A gente percebe que é algo criado por quem entende e ama maquiagem.

Outro detalhe que a própria Bruna frisou é que eles não se parecem com nenhum de outras marcas. Na embalagem até podem parecer semelhantes, mas depois de aplicados, realmente não são similares a nenhum outro. Fui muito feliz na escolha das cores, que são na medida para o meu tom de pele. 

A Bruna argumenta que os batons da Quem Disse Berenice são os melhores de marca nacional, porque contém um silicone de melhor qualidade (e caro), que, usado em maior quantidade e aumentam o custo final do produto. O dela teve que levar uma menor proporção para não comprometer o custo. Eu considero os dela iguais em termos de qualidade e aplicabilidade. Na durabilidade, acho os da coleção Pausa para Feminices superiores ao da QDB. Os da Berenice, dependendo do tom, a durabilidade é maior (normalmente os mais escuros). Os da Bruna, independente do tom, a durabilidade é a mesma.

 

Os batons líquidos da coleção Pausa para Feminices, por enquanto, só podem ser adquiridos pelo e-commerce da marca. Cada um custa R$ 26,29 (+ frete).

 
 Política de conteúdo e divulgação: 
Os produtos e serviços resenhados e mostrados no DZLBLOG pertencem à autora ou são cedidos pelas empresas ou estabelecimentos em cartáter de cortesia e/ou divulgação. 
As considerações feitas sobre os produtos e serviços testados/mostrados refletem as reais opiniões da editora.
Em caso de publicidade, os referidos posts levarão as "tags" #ad ou publieditorial.

Deixe sua opinião ou comentário