Posts

Versões nacionais para esmaltes ricos e clássicos

 

Quando o blog estava no início, acompanhei (e fiz parte) da febre que era quando a Chanel lançava uma cor nova de esmalte. Metade tentava encomendar e a outra procurar alternativas para aqueles “tons de sonho”, nem sempre acessíveis a todo mundo.

O tempo passou e o mercado nacional de esmaltes, impulsionado por esse lançamentos internacionais foi modernizando-se e ficando atento às tendências. O resultado, depois desses anos todos, mostra-se em alternativas nacionais cada vez mais próximas e sendo lançadas aqui em um curto espaço de tempo.

No post de hoje, peguei 9 esmaltes clássicos, de “marcas sonho” e suas alternativas nacionais, algumas testadas pessoalmente:

 

Blue Satin (Chanel)

Alternativa: Partiu Balada (Vult)

O Blue Satin talvez tenha sido o primeiro esmalte desejo da Chanel que todo mundo logo quis uma alternativa. E o Vult não é só uma alternativa à cor, mas também à qualidade do esmalte.

 

Black Satin (Chanel)

Alternativa: Cisne Negro (Vult)

O Black Satin é um preto super preto, que não mancha.  O preto mais preto do Brasil, na minha opinião é o Vult.

 

Vendetta (Chanel)

Alternativa: Pret-à-Porter (Preta Gil)

O da Preta não chega a ser idêntico ao Chanel – que, por sinal, foi descontinuado – mas aproxima-se bastante.

 

Particuliere (Chanel)

Alternativa: Camurça (Colorama)

Esse foi outro que todo mundo queria um dupe nacional e acho que um dos primeiros que fizeram as marcas nacionais suarem para trazer logo a cor. Era quase uma competição para ver quem tinha a cor mais semelhante ao Chanel.

Na minha opinião, é o Camurça. Na época da “febre” fiz até post comparando.

 

Rouge Noir (Chanel)

Alternativa: Licor de Cassis (Colorama)

O Rouge Noir, para mim, é um dos esmaltes mais lindos que existem. Um tom de vermelho bem escuro, quase preto.

Clássico e atemporal. Uma cor muito chique. Nos pés então, fica maravilhoso!

O Licor de Cassis é a nossa opção nacional mais similar.

 

Vibrato (Dior)

Alternativa: Prata Le Le (Quem Disse, Berenice)

Tenho ambos e digo: acho que o da Berenice é até mais bonito!

Outro dupe do Vibrato também é o Soiree, da MAC

 

Gatsby (Marc Jacobs)

Alternativa: Rosé (Impala)

O Gatsby é um dos esmaltes que mais amo e mais lindos que tenho. Só que tem um problema: a cor vai se desfazendo – não descasaca, vai ficando “gasta”.

O Rosé é bem parecido e sem o efeito desagradável do esmalte ‘rico”.

 

Oui (Marc Jacobs)

Alternativa: Mulher Carioca (Preta Gil)

Na foto nem parece tanto, mas o da Preta, pessoalmente, é muito parecido mesmo.

 

Desire (Marc Jacobs)

Alternativa: Baile da Preta (Preta Gil)

Outro que na foto também não parece tanto, mas pessoalmente o da Preta lembra bastante o Desire.

 

Se vocês souberem de mais similares de esmaltes “ricos”, deixe os nomes aqui no espaço dos comentários…

 

 
 Política de conteúdo e divulgação: 
Os produtos e serviços resenhados e mostrados no DZLBLOG pertencem à autora ou são cedidos pelas empresas ou estabelecimentos em cartáter de cortesia e/ou divulgação. 
As considerações feitas sobre os produtos e serviços testados/mostrados refletem as reais opiniões da editora.
Em caso de publicidade, os referidos posts levarão as "tags" #ad ou publieditorial.

Deixe sua opinião ou comentário